Proposed Indicators for Comparability in Integrated Reports: A Comparative Case Study

Fernando de Almeida Santos, Marcelo Eloy Fernandes, Roberta Cristina da Silva

Abstract


The concern with sustainability and transparency in organizations is increasing in society, especially by private companies. With this fact, the need for companies to report their reports and statements that seek to align the best management practices and that address the social, environmental and economic aspects in the accounting and financial statements has been increasing. In this context, the Integrated Report has become an important tool for decision making and strategic business vision by organizations. Considering these aspects, this research aims to propose minimum indicators that allow the comparability, clarity and transparency of two companies classified in B3. For the method, a comparative case study of organizations in the Brazilian electric sector in 2017 was chosen through content analysis. In this scenario, the results point to the gains and advantages in the use of this financial report in the sense of a detailed presentation incurring transparency, in addition to the identification of similarities and dissimilarities in the way of presenting its capital.


Keywords


Integrated Reports; Responsability; Sustainability; transparency

References


Andrade, L. P. & Bressan, A. A.; Iquiapaza, Robert Aldo; MOREIRA, Bruno C'Caesar de Melo Moreira. 2013 Determinar a adesão Corporativa da BOVESPA Score Sustentabilidade e sua relação com o valor da empresa. Journal of Finance, ISSN 1679-0731, Rio de Janeiro, vol. 11, num. 2, abr./jun., 2013. pp. 181-213. Recuperado de: .

Bachmann, Ramon KB; Carneiro, Leandro M., Espejo, Márcia MSB. 2013. Divulgação de informação ambiental: proposta de um indicador com base na percepção de especialistas. Journal of Finance, ISSN 1679-0731, Rio de Janeiro, vol. 11, num. 2, abr./jun., 2013. pp. 181-213. Recuperado de: < http://www.revistas.usp.br/rco/article/view/56666>.

BEM, Fernando. 2005. Divulgação de informação ambiental por empresas locais. Divulgação de informação ambiental por empresas locais. Contabilidade Universe Magazine, ISSN 1809-3337, Blumenau, v. 1, n. 3, Sept./Dec. 2005. pp. 63-80. Recuperado de: < http://proxy.furb.br/ojs/index.php/universocontabil/article/view/95>.

BENITES, Lira Luz Lazaro; POLO, Edison Fernandes. 2013. Sustentabilidade como ferramenta estratégica de negócios: governança corporativa e aplicação do Triple Bottom Line na Masisa. Revista UFSM Administração, ISSN 1983-4659, Santa Maria, v. 6, Edição Especial, p. 195-210, mai., 2013. pp.826-842. Recuperado de: < https://periodicos.ufsm.br/reaufsm/article/view/8879>.

BLEISCHWITZ, R. 2003. Cognitiva e perspectivas institucionais da eco-eficiência. Economia Ecológica,Não.46, p. 453-467. Recuperado de: http://dx.doi.org/10.1016/S0921- 8009 (03) 00186-1.

BMFBOVESPA. Regras do Novo Mercado. 2016. Recuperado de: http://www.bmfbovespa.com.br/pt_br/produtos/indices/indices-de-sustentabilidade/.

BRASIL. Lei nº 11.638 / 07, de 28 de Dezembro de 2007. Alterações e revoga dispositivos da Lei nº 6.404 de 15 de dezembro de 1976, e

_______. Lei nº 6.385, de 7 de Dezembro de 1976, e estende-se a grandes empresas disposto a preparação e divulgação de demonstrações financeiras. Recuperado de: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11638.htm.

Calixto, Laura. 2008. Responsabilidade Social e Ambiental: público ou privado. Em Contabilidade e Vista Magazine.19 (julho-setembro), 123-147. Recuperado de: ISSN 0103-734X.

CAMPOS, Gabriel Moreira; SANTOS, Ariovaldo de; MARTINS, Gilberto de Andrade. 2013. Relação entre fatores e fatores do estado contínuo de sustentabilidade nas dimensões econômicas, sociais e ambientais. Foco: Contabilidade Reflexão UEM, ISSN 1984-882X, Maringá, v 32 n.. 3 p. 73-90 setembro-dezembro, 73-90. Recuperado de: < http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/Enfoque/article/view/20312>.

CARREIRA Francisco Alegria; PALMA, Cristina Morais. 2012. A análise comparativa dos relatórios de sustentabilidade de empresas brasileiras, espanhol, português e Andorra. Contabilidade Universe Magazine, ISSN 1809-3337, Blumenau, v. 8, n. 4, p. 140-166, out./dez., 140-166. Recuperado de: .

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE-CFC.2009. Resolução CFC nº 1.138 / 08. Aprova a NBC TG 09 - Demonstração do Valor Adicionado. Brasília: CFC, 2009. Disponível em: .

______. 2004. Norma Brasileira de Contabilidade - Resolução CFC Nº 1.003 / 04. Aprova a NBC T 15, de 19 de Agosto de 2004 - Informação Social e Ambiental. Brasília: CFC, 2004. Recuperado de: http://nemac.ufsc.br/files/2012/12/2-nbct15.pdf.

ECLES, R. G.; Krzus M. P.2011. Relatório único: divulgação integrada para uma estratégia sustentável. São Paulo: Saint Paul.

ECLES, R. G.; SPIESSHOFER, B. 2015. Integrated reporting for a re-imagined capitalism. Harvard Business School General Management Unit Working Pape. September, 25, 16-032. Recuperado de https://www.hbs.edu/faculty/Publication%20Files/16-032_3860cfaa-ebd3-4d7e-ac9a-53272ca8cc2d.pdf

HOQUE, Mohammad Enamul. 2017. Why company should adopt Integraded Reporting?. International Journal os Ecnomimcs and Financial Issues, 7, 241-248. Recuperado de https://www.econjournals.com/index.php/ijefi/article/view/2886.

IBGC – Instituto Brasileiro de Governança Corporativa. 2018. Relatório integrado ressalta geração de valor da companhia. Recuperado em 03 de dezembro de 2018 de http://ibgcemfoco.wixsite.com/ibgcemfoco/single-post/2018/08/23/Relat%C3%B3rio-integrado-ressalta-gera%C3%A7%C3%A3o-de-valor-da-companhia.

KLOVIENÈ, L.; SPEZIALE, M. T. 2014. Sustainability reporting as a challenge for performance measurement: literature review. Economics and Business, 26, 44-53. Recuperado de: https://eb-journals.rtu.lv/article/view/eb.2014.019.

LUZ, Priscila Borin de Oliveira; LUZ, Danny Pimentel. Sustentabilidade estratégica: não há retorno de longo prazo?. 2014. Journal of Management, Universidade de São Paulo, ISSN 0080-2107, São Paulo, V.49, n.2, abr./mai./jun., 291-306. Recuperado de: .

FERNANDES, Miriane de Almeida; Meireles, Manuel. 2013. Antecedentes e indicador de sustentabilidade financeira proposta. Journal of Accounting Contemporânea, Universidade Federal de Santa Catarina, ISSN 2175-8069, Florianópolis, vol. 10, num. 20, mai./ago., pp. 75-95. Recuperado de http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2013v10n20p75.

FERREIRA, Janaina da Silva; Rover, Suliani; FERREIRA, Denize Demarche Minatti; ALONSO BORBA, José. 2016. Informação financeira ambiental :. Diferença entre o nível de disclosure entre as empresas brasileiras. Jornal de Educação e Pesquisa em Contabilidade, Academia Brasileira de Contabilidade, ISSN 1981-8610, Brasília, vol. 10, num. 1, Jan./Mar., 2016. pp. 5-24. Recuperado de: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=441644776002.

INICIATIVA GLOBAL DE INFORMAÇÃO. 2019. Recuperado de: https://www.globalreporting.org/Pages/default.aspx.

IIRC - Conselho Internacional de Relatórios Integrados. 2019. Recuperado de https://.

Lameira, Valdir Jesus; NESS JR. Walter Lee; QUELHAS, Osvaldo Luis Gonçalves; PEREIRA, Roberta Guimarães. 2013. Sustentabilidade, valor, desempenho e risco no mercado de capitais brasileiro. Journal of Business Management. ISSN 1806-4892, São Paulo, v.15, n. 46, p.76-90, Jan./Mar, 76-90. Recuperado de: .

NOBRE, Farley Simon; RIBEIRO, Rhubens Ewald Moura. 2013. Cognição e sustentabilidade: um estudo de caso múltiplo no Índice da BM & FBovespa de Sustentabilidade Empresarial. Contemporary Administração Magazine, ISSN 1982-7849, Rio de Janeiro, v. 17, n. 4 Art. 6, jul./ago., 2013. pp. 499-517. Recuperado de: < http://dx.doi.org/10.1590/S1415-65552013000400007>.

Sambiase, Marta Fabiano; FRANKLIN, Marcos Antonio; TEIXEIRA, Jaqueline Alfim. 2013. Inovação para o desenvolvimento sustentável como um fator competitivo para as organizações: Um estudo de caso Duratex. Jornal de Negócios e Inovação, ISSN 2175-8069, São Paulo, v. 10, n.2, abr./jun. 2013. pp.144-168. Recuperado de:< http://www.revistas.usp.br/rai/article/view/79320/83390>.

SANTOS, Fernando de Almeida; PASSANEZI, Paula. 2015. A importância das declarações sociais e ambientais ea relação com os Projetos Sociais e Culturais. São Paulo: Difusão.

Savitz, AW; WEBER, K. 2007. O triple bottom line: como as empresas mais bem administradas de hoje estão conseguindo. San Francisco: John Wiley & Sons Inc.

TINOCO, JEP. 2010. Social e Rentabilidade Sustentabilidade. São Paulo: Atlas.

TORRES, Cyrus. Em SILVA, Augusto Cesar Tiburcio e FREIRE, Fátima de Souza (organizadores). 2001. Responsabilidade Social Empresarial (RSE) e Relatório Social no Brasil. Autores vários. Relatório Social: Teoria e Prática. São Paulo: Atlas.

VALLAEYS, François. Definir Responsabilidade La social. Una Philosophical emergência. Em del Águila, Levy (editor). 2014. Responsabilidade Ética La Gestion Y Desarrollo social. Lima: Pontificia Universidad Católica del Perú.

VALVERDE, Sebastião Renato Soares, THELMA Shirlen, ARMOND Miranda Carvalho, ROSA Maria Garcia de Oliveira, Gilca. 2005. Participação do setor florestal nos indicadores socioeconômicos do estado do Espírito Santo. Revista Árvore, ISSN 1806-9088, Viçosa, 19. janeiro-fevereiro: pp. 105-113. Recuperado de .




DOI: https://doi.org/10.24023/FutureJournal/2175-5825/2020.v12i2.477

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM




Copyright (c) 2020 Future Studies Research Journal: Trends and Strategies

Future Stud. Res. J. e-ISSN: 2175-5825

Mailing Address: Avenida Drª Ruth Cardoso, 7221 - CEP 05425-070 - Pinheiros - São Paulo/SP - Brasil

The publications of this journal are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.