Gestão empresarial e inovação: Uma analise sobre os determinantes da inovação em Micro e Pequenas Empresas do setor de alimentos e bebidas

Renata Braga Berenguer de Vasconcelos, Paula Roberta Callado Bezerra de Mello, Francisco Vicente Sales Melo

Abstract


A capacidade inovadora desenvolvida por micro e pequenas empresas (MPES) pode ser determinante para o sucesso dessas no mercado. Este artigo objetiva analisar a relação entre o grau de inovação e o nível de gestão de MPES do setor de alimentos e bebidas. Para tanto, a perspectiva holística de inovação proposta pelo radar da inovação desenvolvido por Sawhney, Wolcott e Arroniz (2006) foi adotada tendo-se como base as oito dimensões do modelo de excelência em gestão. Por meio de regressão linear múltipla foi possível verificar quais dimensões de gestão impactam o grau de inovação dessas empresas. Os resultados indicam que as dimensões ‘clientes’, ‘sociedade’, ‘informação e conhecimento’ e ‘processos’ são as principais determinantes da inovação nas micro e pequenas empresas estudadas do setor de alimentos e bebidas. O estudo contribui para literatura ao identificar que apesar de todas as dimensões do modelo de excelência em gestão ser indicadas como relevantes no processo de inovação das MPES, para o mercado analisado, essas tendem a sofrer variações, sendo mais relevante a dimensão ‘informação e conhecimento’.


Keywords


Grau de inovação; Grau de gestão; Radar de inovação; Micro e pequena empresa

References


BACHMANN, D. L.; DESTEFANI, J. H. Metodologia para estimar o grau das inovações nas MPE. Curitiba, 2008.

BARRAS, R. Towards a theory of innovation in services. Research Policy, Amsterdam, v. 15, p. 161-173, 1986.

BENTO, M. H.S.; SCHMIDT, A.S.; NOGUEIRA, C.U.; NOGUEIRA, H.M.C.M. Sistema Integrado de Gestão: Compatibilização do Modelo de Excelência em Gestão (M.E.G.) com o Modelo de Excelência em Inovação (M.E.I.). Desafio Online, Campo Grande, v. 2, n. 2, p.674-692, maio/ago. 2014.

BIGNETTI, Luiz Paulo. Gestão de Tecnologia e Inovação: uma Análise de Autores, Vertentes Teóricas e Estratégias Metodológicas Predominantes em Trabalhos Apresentados nos Encontros da ANPAD in Anais do XXX ENCONTRO DA ANPAD, Salvador:ANPAD, 2006.

CAINELLI, G.;EVANGELISTA,R.;SAVONA,M. Innovation and economic performance in services: a firm-level analysis, Cambridge Journal of Economics, Oxford, v. 30, n. 3, p. 435-458, maio. 2006.

CANEPA, A. STONEMAN, P.. Financial constrains to innovation in UK: evidence from CIS2 and CIS3. Oxford Economic Papers, Oxford, v. 60, p. 711-730, 2007.

CHEN, Y.; PODOLSKI, E.; VEERARAGHAVAN, M. Does managerial skill facilitate corporate innovative sucess? Journal of Empirical Finance. Forthcoming. Social Science Electronic Publishing Inc., ago. 2015.

CHEN, J.; TSOU, H.; HUANG, A. Service delivery innovation: antecedents and impact on firm performance. Journal of Service Research, Thousand Oaks, v. 12, n. l, p. 36-55, 2009.

DAMANPOUR, F.; SCHNEIDE; R.M. Characteristics of innovation and innovation adoption in public organizations: assessing the role of managers. Journal of Public Adminstration Research and Theory, Oxford, v. 19, n.3, p.495-522, 2008.

EXAME. Pesquisa mapeia inovação nas pequenas empresas. 2013. Disponível em: . Acesso em: 14 nov. 2015.

FIELD, Andy. Descobrindo a Estatística usando o SPSS. 2. ed. Londres: Artmed Editora, 2009.

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE. Modelo de Excelência da Gestão. [S.I.]: FNQ, [2013]. 18 p. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2015.

FUNDAÇÃO NACIONAL DA QUALIDADE (São Paulo). Rumo à Excelência 2006: Critérios para avaliação do desempenho e diagnóstico organizacional. São Paulo: FNQ, 2005. 82 p.

GEBAUER, H.; KREMPI, R.; FLEISCH, E.; FRIDELI, T. Innovation of product-related services. Managing Service Quality, Bradford, v. 18, n.4, p. 387-404, 2008.

GOMES, Clandia Maffini; KRUGLIANSKAS, Isak. A influência do porte no comportamento inovador da empresa. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 6, n. 2, p.5-27. 2009. Trimestral.

GRYNZPAN, Flavio. O Investimento Privado em P&D pela Indústria de Transformação no Brasil. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE AVALIAÇÃO DE POLÍTICAS DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO, 2007, Rio de Janeiro. Anais... .Rio de Janeiro: Centro Gestão e Estudos Estratégicos, 2007. p. 1 - 16.

HOLMSTROM, B.. Agency costs and innovation. Journal of Economical Behavior and Organizations, North-Holland, v. 12, pp. 305–327, 1989.

MOLINA-PALMA, M. A. A capacidade de inovação como formadora de valor: análise dos vetores de valor em empresas brasileiras de biotecnologia. São Paulo, 2004. Tese (doutorado em Administração)- Programa de Pós-Graduação em Administração, Dep. de Administração, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo.

NEELY, A.; HII, J. Innovation and business performance: a literature review. Government Office of Easten Region. Cambridge: University of Cambridge, 1998.

OLIVEIRA, M.R.G.; CAVALCANTI, A.M.; BRITO FILHO, J.P.; TORRES; D.B.; MATTOS, S.M. Grau de Inovação Setorial: Uma abordagem a partir do radar de inovação. In: Encontro Nacional de Engenharia de Produção, XXXI, 2011, Anais... Belo Horizonte, UNESP, 2011, p. 1 - 13.

OLIVEIRA, M.R.G.; CAVALCANTI, A.M.; PAIVA JÚNIOR; F.G.; MARQUES, D.B. Mensurando a Inovação por meio do Grau de Inovação Setorial e do Característico Setorial de Inovação. Revista de Administração e Inovação, São Paulo, v. 11, n. 1, p.115-137, jan./mar. 2014.

ORGANIZATIONS FOR ECONOMIC COOPERATION AND DEVELOPMENT (OECD) Manual de Oslo. 3a ed. Rio de Janeiro: FINEP/OCDE, 2005

PANESAR, S.; MARKETSET, T.. Development of a framework for industrial service innovation management and coordination. Journal of Quality in Maintenance Engineering, Bradford, v. 14, n. 2, p. 177-193, 2008.

PAREDES, B. J. B.; SANTANA, G. A.; FELL, A. F. A.. Um Estudo da Aplicação do Radar da/ Inovação: O Grau de Inovação Organizacional em uma Empresa de Pequeno Porte do Setor Metal-Mecânico. Navus Revista de Gestão e Tecnologia, v. 4, p. 76-88, 2014.

PASWAN, A.; D´SOUZA D.; ZOLFAGHARIAN, M. Toward a contextually anchored service innovation typology. Decision Sciences, Atlanta, v.49, n. 3, p. 513-540, 2009.

PERIN, M; SAMPAIO,C.; HOOLEY, G. Impacto dos recursos da empresa na performance de inovação. RAE Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 47, n.4, p.46-58, 2007.

PORTER, M. E. A Vantagem Competitiva das Nações. Rio de Janeiro: Campus, 1993.

PORTER, M. E. Vantagem Competitiva: criando e sustentando um desempenho superior. 17a ed. Rio de Janeiro: Campus, 1989.

PÓVOA, Luciano Martins Costa; MONSUETO, Sandro Eduardo. Tamanho das Empresas, Interação com Universidades e Inovação. Revista de Economia, v. 37, n. 4, p.9-24, 18 jun. 2012. Universidade Federal do Paraná. DOI: 10.5380/re.v37i4.28870.

QUADROS, Ruy. Padrões de Gestão da inovação tecnológica em empresas brasileiras: as diferenças por tamanho, nacionalidade e setor de negócios. 2005. Unicamp, Campinas, 2005.

SANTA, R.; SCAVARDA, A.; ZHAO, F.; SKOKO, H. Managing the operational effectiveness in services using technological innovation. International Journal of e-Business Management, Toronto, v.5, n.1, p. 16-32, jun., 2011.

SAWHNEY, Mohanbir; WOLCOTT, Robert C.; ARRONIZ Inigo. The 12 different ways for companies to innovate.MIT Sloan Management Review. v.47, n. 3, p.75-81, abr. 2006.

SCHUMPETER, J.A.. A teoria do desenvolvimento econômico. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

SERVIÇO BRASILEIRO DE APOIO ÀS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Questionário de Autoavaliação: O talento brasileiro com apoio total para se desenvolver, 2015. 70 p.

SOUZA, J.J.; BASTOS, A.V.B. Programas de qualidade de vida no trabalho em contextos diferenciados de inovação: uma análise multivariada. REAd Revista Eletrônica de Administração, porto Alegre, v.15, n. 2, maio/jun 2009.

SUTTHIJAKRA, S. Managing service subsidiaries through an innovation perspective: a case of standard interpretation in multinational hotels. The Service Industries Journal, Essex, v. 31, n. 4, p. 545-558, 2011.

SYMEONIDIS, George. Innovation, Firm Size and Market Structure: Schumpeterian Hypotheses and Some New Themes. OECD Economics Department Working Papers, p.1-42, jan. 1996.

ZAHEER, Akbar; BELL, Geoffrey, G. Benefiting from network position: firm capabilities, structural holes and performance. Strategic Management Journal, Chichester, v. 26, n. 9, p. 809-826, set. 2005.




DOI: https://doi.org/10.24023/FutureJournal/2175-5825/2016.v8i3.278

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Comments on this article

View all comments




Copyright (c) 2016 Future Studies Research Journal: Trends and Strategies

Future Stud. Res. J. e-ISSN: 2175-5825

Mailing Address: Avenida Drª Ruth Cardoso, 7221 - CEP 05425-070 - Pinheiros - São Paulo/SP - Brasil

The publications of this journal are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.