COLETA E RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS: CONTRIBUIÇÃO AO DEBATE DA SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL

Giovana Goretti Feijó de Almeida, Rosí Cristina Espindola da Silveira, Vonia Engel

Abstract


Reflete-se sobre a coleta seletiva dos resíduos sólidos urbanos e o que acarreta à sociedade o consumo desenfreado sem considerar o descarte dos produtos que ela própria consome. Centra-se nas discussões sobre a coleta seletiva com vistas à reciclagem de resíduos sólidos urbanos, em Santa Cruz do Sul-RS, pela perspectiva do desenvolvimento local e regional. É uma pesquisa qualitativa, contemplando dados do IBGE, PMGIRS, PERS e do SNIS. Aplicaram-se questionários à SMMASS; à Conesul e à COOMCAT. Ressalta-se a importância de trabalhar a conscientização ambiental na coleta seletiva de resíduos sólidos, juntamente com as questões socioambientais desde cedo, por meio de uma postura educacional, assim como o entendimento de que somos todos corresponsáveis pelo que a sociedade produz e descarta.

Keywords


resíduos sólidos, planejamento ambiental, desenvolvimento regional, políticas públicas ambientais, educação ambiental.

References


BRASIL (2007). Lei n. º 11.445, de 5 de janeiro de 2007. Estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico. Disponível em: . Acesso em jan. 2016.

BRASIL (2010). Lei n. º 12.305 de 02 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos. Disponível em . Acesso em jan. 2017.

BRASIL (1999). Lei n. º 9.795 de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental e institui a Política Nacional de Educação Ambiental. Disponível em . Acesso em jan. 2017.

BRASIL (2010). Decreto n. º 7.474 de 23 de dezembro de 2010. Regulamenta a Lei 12.305/2010. Disponível em . Acesso em jan. 2017.

BRASIL (2010). Decreto n.º 7.405 de 23 de dezembro de 2010 – Instituiu o Programa Pró-Catador, denominou de Comitê Interministerial para Inclusão Social de Catadores de Materiais Reutilizáveis e Recicláveis. Disponível em

/legislacao/leis-e-decretos-federais>. Acesso em jan. 2017.

BRASIL (2016). Portal Brasil. Site institucional do Governo Federal. Disponível em: . Post abril, 2012. Acesso em jan. 2016.

CISVALE (2016). Consórcio intermunicipal de serviços do Vale do Rio Pardo. Site Institucional. Disponível em: . Acesso em: fev. 2016.

COOMCAT (2015). Coleta seletiva solidária, Santa Cruz do Sul, 2015. 1 folder. Apoio Secretaria de meio ambiente do município de Santa Cruz do Sul. Material elaborado para o projeto Transformando lixo em solidariedade.

CNVR (2016). Companhia Rio-grandense de Valorização de Resíduos. Site Institucional. Disponível em: . Acesso em: fev. 2016.

IBGE (2010). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Indicadores do Desenvolvimento Sustentável. In: Estudos e Pesquisas: Informação geográfica, N. 7, Brasil, Rio de Janeiro, 2010. Disponível em:

pdf>. Acesso em: jan. 2016.

IBGE (2016). Site institucional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Disponível em

ficos:-informa%E7%F5es-completas>. Acesso em: jan. 2016.

FERREIRA, Roseane Bianca (2010). Usina de lixo é gerida por catadores. Jornal Gazeta do Sul, Portal Gaz, Santa Cruz do Sul, 07 set. 2010. Disponível em:

ttp://www.grupogaz.com.br/gazetadosul/noticia/240970-usina_de_lixo_e_gerid

a_por_catadores/edicao:2010-09-07.html>. Acesso em jan. 2016.

FIGUEIREDO, Paulo J. M. (1994). A Sociedade do Lixo: os resíduos, a questão energética e a crise ambiental. Piracicaba/SP: Ed. UNIMEP.

GIDDENS, Anthony (2010). Retorno ao Planejamento? In: A política da mudança climática. Rio de Janeiro: Zahar, p. 120-163.

LEONARD, Annie (2011). A História das Coisas: da natureza ao lixo, o que acontece com tudo o que consumimos. Rio de Janeiro: Zahar.

MUELLER, Charles C (2012). Os economistas e as relações entre o sistema econômico e o meio ambiente. Brasília: Editora Universidade de Brasília.

NOVO, María V. (1997). El Análisis de los problemas ambientales: modelos y metodología. In: NOVO, M. V. & LARA, RAMÓN T. Medio Ambiente y Educación Ambiental. Madrid: UNESCO/Fundación Universidad-Empresa de Madrid, p.19-59.

PERES, Renata B.; CHIQUITO, Elisângela de A. (2012) Ordenamento Territorial, Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional. In: Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais. V.14, n.º2, 2012, p.71-86. Disponível em: < http://unuhospedagem.com.br/

revista/rbeur/index.php/rbeur/article/view/4102/4000>. Acesso em: set. 2015.

PNRS (2010). Política Nacional de Resíduos Sólidos, Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010. Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos; altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências.

PMSCS (2013). Prefeitura Municipal de Santa Cruz do Sul. Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. Relatório de Dezembro de 2013. Disponível em . Acesso em: fev. 2016.

RIBEIRO, Wladimir A. (2012). A relação entre os marcos regulatórios de saneamento básico e dos resíduos sólidos. In: JARDIM, Arnaldo; YOSHIDA, Consuelo; MACHADO FILHO, José V. (Org.). Política Nacional, Gestão e Gerenciamento de Resíduos Sólidos. Baueri/SP, Monole, 2012, p. 541-560.

SILVEIRA, Daniela Jaqueline (2016). Departamento de Controle e Qualidade Ambiental de Santa Cruz do Sul. Entrevista concedida a Giovana Goretti Feijó de Almeida, em 16 fevereiro de 2016.

SILVEIRA, Rosí Cristina Espindola da; MORAES, Jorge André Ribas; TURCATTO, Carolina Bolfe; BOUVIE, Luiza (2014). Tecnologias e Modelos de Gestão de Resíduos Sólidos no Município de Santa Cruz do Sul. Santa Cruz do Sul-RS. In: Revista Ágora (UNISC). v.16, p. 156-184, 2014.

SILVEIRA, Rosí Cristina Espindola da; SCHIMITZ, José Antônio Kroeff; SANTOS, Willian Goettert (2014). Avanços e Retrocessos do Fórum de Ação pela Coleta Seletiva Solidária e Reciclagem em Santa Cruz do Sul – FACS. In Anais do IX Simpósio Internacional de Qualidade Ambiental – Energia e Ambiente. Porto Alegre: ABES-RS, 2014.

SILVEIRA, Rosí Cristina Espindola da; PHILIPPI, Luiz Sérgio (2013). Gestão Consorciada de Resíduos Sólidos em Municípios de Pequeno Porte no Sul do Brasil. In Anais do 27º Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental. Goiânia: ABES, 2013.

SMMASS (2015). Secretaria de meio ambiente do município de Santa Cruz do Sul. Site institucional. Abril, 2015 Disponível em:

secretaria-de-meio-ambiente-mapeia-16-pontos-de-descarte-irregular>. Acesso em: jan. 2016.

SNIS (2016). Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento. Disponível em: . Acesso em fev. 2016.

ZERBINI, Fabíola M. (2006). Modernidade e Crise Socioambiental. In: CINQUETTI, Heloisa C. S. e LOGAREZZI, Amadeo. Consumo e Resíduo: Fundamentos para o trabalho educativo. São Carlos/SP: EdUFSCar, 2006, p.43-57.




DOI: https://doi.org/10.24023/FutureJournal/2175-5825/2020.v12i2.445

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM




Copyright (c) 2020 Future Studies Research Journal: Trends and Strategies

Future Stud. Res. J. e-ISSN: 2175-5825

Mailing Address: Avenida Drª Ruth Cardoso, 7221 - CEP 05425-070 - Pinheiros - São Paulo/SP - Brasil

The publications of this journal are licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.