Cenários: uma Análise da Produção Científica Brasileira entre 1980 e 2016

Leila Aparecida Scherer Weiss, Jhessica Tamara Kremer, Elizete Tarrago Trentin, Claudio Antonio Rojo

Abstract


Este estudo investiga os cenários e desenvolvido com o objetivo de investigar as abordagens sobre cenários nas pesquisas publicadas em periódicos nacionais, o qual justifica-se pela importância do tema como ferramenta estratégica emergencial no ambiente organizacional. A principal contribuição que se pretende neste estudo é apresentaras pesquisas que vem sendo desenvolvidas e publicadas sobre o assunto, abrindo assim caminho para novas pesquisas. Realizou-se uma pesquisa bibliométrica e sociométrica, sem delimitação de tempo, em 84 artigos. A Pesquisa é caracterizada como descritiva quanto aos objetivos, documental quanto aos procedimentos e quantitativa quanto à abordagem do problema. A técnica utilizada foi bibliometria e análise de redes. Como resultado, destaca-se a existência de pesquisas sobre Cenários Prospectivos, sendo o primeiro artigo publicado em 1989, os autores que mais se destacam no cenário nacional são Claudio Antonio Rojo e James Terence Coulter Wright, sendo estes considerados atores centrais em sua rede, tendo em vista o número de laços deste em relação aos outros autores.


Keywords


Cenários; Redes Sociais; Bibliometria

References


Amorin, M. C. S. (19970 Planejamento, incerteza e o uso da técnica de cenários. Organizações & Sociedade, v. 4, n. 9, p. 93-101.

Blois, H. D., Souza, J. C. (2008). Cenários prospectivos e a dinâmica de sistemas: proposta de um modelo para o setor calçadista. RAE-Revista de Administração de Empresas, v. 48, n. 3, p. 35-45.

Campus, J. A. (1998). Cenário balanceado: painel de indicadores para a gestão estratégica dos negócios. São Paulo.

Cavalheiro, E., Fellows Filho, L. (2011). Strategic scenarios: an aplication in the biotechnology/Cenarios estrategicos: uma aplicacao na area biotecnologica. Future Studies Research Journal: Trends and Strategy, v. 3, n. 1, p. 2-14.

Costa, B. K., Fischmann, A. A., Boaventura, J. M. G., Muniz, C. M. R., & Nery, T. R. (2008). Adequação e uso de cenários prospectivos: um estudo no órgão municipal de turismo de Natal. Turismo-Visão e Ação, 9(1), 07-18.

Dantas, J. A., Silva, C. A. T., Santana, C. M., Vieira, E. T. (2011). Padrões de comunicação científica em contabilidade: um comparativo entre a Revista Contabilidade e Finanças e a The Accounting Review. Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 8, n. 16, p. 11-36.

Heinze. R. S. S., Antonello, N. R. B., Klidzio, R. (2011). Análise e simulação de cenários: Estudo de caso em uma empresa do setor de agro alimentos. In: Encontro Nacional de Engenharia de Produção – ABEPRO, XXXI.

Hoss, O., Bromberger, V., Rojo, C. A., & de Sousa, A. F. (2012). Simulação de Cenários: Estudo de Caso nas Fontes de Recursos da Fundação de Apoio à Educação, Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico da Universidade Tecnológica Federal do Paraná no Câmpus Pato Branco. Revista Ibero-Americana de Estratégia, 11(3), 172.

Kasznar, I. K. (1997). Produção e desenvolvimento nos estados e municípios. RAP. Revista Brasileira de Administração Pública, v. 31, p. 223-254.

Matheus, R. F., & Silva, A. B. D. O. (2006). Análise de redes sociais como método para a Ciência da Informação. DataGramaZero-Revista de Ciência da Informação, 7(2).

Matos, J. G. R., Matos, R. M. B., & de Almeida, J. R. (2007). Análise do ambiente corporativo: do caos organizado ao planejamento estratégico das organizações. Editora E-papers.

Müller, A. C. M., Waldow, G. C., Hsu, P. L., & Rojo, C. A. (2013). Projeto de Planejamento Estratégico a partir da Simulação de Cenários: O Caso de Um Supermercado do Paraná. Revista Inovação, Projetos e Tecnologias, 1(1), 56-69.

Oliveira, D. P. R. (2001) Planejamento Estratégico. Conceitos. Metodologia. Práticas. 16ª ed. São Paulo: Atlas.

Porter, M. E. (1979). How competitive forces shape strategy. Havard Business Review. March-April.

Ribeiro, M. D. P. M. (2012). Planejamento por cenários: uma ferramenta para a era do conhecimento. Revista Intersaberes, 1(1), 186-202.

Rodrigues, A., Rojo, C. A., & Bertolini, G. R. F. (2013). Formulação de estratégias competitivas por meio de análise de cenários na construção civil. Associação Brasileira de Engenharia da Produção, aceito em Dezembro/2011, São Paulo. Disponível em: http://www. scielo. br/scielo. php.

Rojo, C. A. (2005). Modelo para a simulação de cenários: uma aplicação em instituição de ensino superior privada.

Souza, A. F. D., & Rojo, C. A. (2010). Análise de investimentos por simulação de cenários baseada em variáveis críticas qualitativas compiladas com Lógica Fuzzy. Revista Científica do TECAP: CAP Accounting And Management, 4(04).

Schwartz, P. (1991) The art of the long new. 1. ed. Nova York: Doubleday/Currency.

Tadeu, H. F. B., Silva, J. T. M. (2013). Simulação de Cenários para o Planejamento Estratégico Empresarial. Caderno de Ideias FDC - Nova Lima - 2013 - CI 1304.

Teixeira, R. N. C. (2005). Desenvolvimento de um modelo para o planejamento de investimentos em flexibilidade de manufatura em situações de mudanças estratégicas da organização. (Doctoral Dissertion, Universidade Federal de Santa Catarina).

Wasserman, S., & Faust, K. (1994). Social network analysis: Methods and applications (Vol. 8). Cambridge university press.

Wesselovicz, L. C., Rojo, C. A. O cenário das cooperativas de crédito rural: Estudo de caso Cresol. Disponível em: < http://infocos.org.br/publicacresol/upload/trabalhos final/34.pdf>. Acesso em: 26 out. 2016.




DOI: https://doi.org/10.24023/FutureJournal/2175-5825/2017.v9i2.285

Article Metrics

Metrics Loading ...

Metrics powered by PLOS ALM

Comments on this article

View all comments




Copyright (c) 2017 Future Studies Research Journal: Trends and Strategies

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International License.

Future Stud. Res. J. e-ISSN: 2175-5825

Mailing Address: Avenida Drª Ruth Cardoso, 7221 - CEP 05425-070 - Pinheiros - São Paulo/SP - Brasil

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.